skip to Main Content
Veja abaixo as Normas de Publicação para submeter artigos.

See below the Instructions to Authors to submit articles.

NORMAS DE PUBLICAÇÃO

A “Revista Portuguesa de Diabetes”, revista científica da Sociedade Portuguesa de Diabetologia, com revisão por pares, publica artigos originais, artigos de revisão, casos clínicos, cartas ao editor e artigos de opinião sobre todos os temas da Diabetologia.

Os artigos originais submetidos para publicação devem ser preparados de acordo com as Normas Gerais, expostas abaixo, e com os princípios descritos na secção “IV. Manuscript Preparation and Submission” das “Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals (Updated December 2016)” do “International Committee of Medical Journal Editors” (disponíveis em: http://www.icmje.org/icmje-recommendations.pdf).

Os artigos aceites para publicação passarão a ser propriedade da Sociedade Portuguesa de Diabetologia, não podendo ser reproduzidos, no seu todo ou em parte, sem autorização do Director e do Corpo Editorial da Revista Portuguesa de Diabetes. A aceitação dos artigos enviados para publicação será feita após apreciação por membros do Conselho Científico (revisão por pares) cujos pareceres serão sempre comunicados aos autores; estes disporão de um período de seis semanas para efectuar as eventuais modificações propostas. Os artigos originais recebidos que não estejam de acordo com as Normas definidas serão devolvidos aos autores sem serem apreciados pelo Conselho Científico.

NORMAS GERAIS

Os artigos (originais, de revisão, casos clínicos, cartas ao editor e artigos de opinião) devem ser escritos em português ou inglês, e enviados, em ficheiro electrónico – word (preferencialmente) ou pdf; jpeg, tif ou pdf, no caso das fotografias – por correio electrónico (preferencialmente) ou correio, acompanhados da declaração de originalidade e da cedência dos direitos de propriedade. No caso de envio por correio electrónico deverão ser enviados para o endereço: revista@spd.pt. No caso de envio por correio deverão ser enviados para:

Revista Portuguesa de Diabetes
Rua do Salitre 149 – 3º Esq
1250-198 Lisboa
PORTUGAL

ARTIGOS ORIGINAIS

Os artigos originais devem ser preparados, segundo a seguinte ordem, iniciando-se cada item numa página separada: 1. Página do Título; 2. Resumo; 3. Introdução; 4. Material e Métodos; 5. Resultados; 6. Discussão 7. Conclusão; 8. Bibliografia 9. Legendas das figuras; 10. Figuras; 11. Quadros.

Todas as páginas devem ser numeradas. A numeração das referências bibliográficas, figuras e quadros deve ser feita pela ordem de aparecimento no texto.

1. Página do Título

Deve conter:

  1. Título: Deverá ser conciso, não conter abreviaturas e não ultrapassar os 120 caracteres (sem espaços). Poderá englobar um subtítulo com um máximo de 45 caracteres (sem espaços).
  2. Autores: A identificação dos autores deve ser feita com a inicial(ais) do(s) primeiro(s) nome(s) e com o apelido. Deverá ser feita a identificação completa do Serviço/Departamento e Instituição onde o trabalho foi realizado.
  3. Conflito de interesses – Deverão ser declarados todos os conflitos de interesses de todos os autores ou a ausência destes, consoante o caso.
  4. Patrocínios – Deverão ser referidas todas as entidades que patrocinaram o trabalho.
  5. Correspondência – Deverá ser explicitado o nome, endereço, telefone e e-mail do autor a quem deve ser enviada a correspondência.

2. Resumo e Palavras-Chave

O resumo deve ser redigido em português e o correspondente “abstract” em inglês, não devendo ultrapassar, em princípio, as 200 palavras, no caso dos artigos originais e de revisão, e as 120 palavras se se tratar de um caso clínico. Devem ser organizados segundo os seguintes itens: Introdução, Objectivos, Material e Métodos, Resultados e Conclusão. Não deverão conter abreviaturas, referências ou notas em rodapé.

As palavras-chave deverão ser colocadas logo a seguir ao resumo (em português) e ao “abstract” (em inglês), não devendo ultrapassar as 8 palavras.

3. Texto

Em princípio, não deverá ultrapassar as 16 páginas, nos artigos originais e de revisão, as 8 páginas, nos casos clínicos, as 6 págs nos artigos de opinião e as 4 páginas, nas cartas ao editor.  Deve incluir referência à aprovação da Comissão de Ética da Instituição onde o trabalho foi realizado e aos métodos estatísticos utilizados. Todos os fármacos devem ser referidos pela sua denominação comum internacional, devendo eventuais referências a nomes comerciais ser, acompanhadas do nome, cidade e país do fabricante (em rodapé). As abreviaturas, que são desaconselhadas, devem ser especificadas na sua primeira utilização. Os parâmetros utilizados devem ser expressos em Unidades Internacionais, com indicação dos valores normais. A identificação das figuras deverá ser feita em numeração árabe e a dos quadros em numeração romana.

4. Bibliografia

Deve ser referenciada em numeração árabe, por ordem de aparecimento no texto. Nos artigos originais ou de revisão não há limite pré-estabelecido de referências bibliográficas. Nos casos clínicos, artigos de opinião e cartas ao editor não devem ultrapassar as 20. As referências de comunicações pessoais e de dados não publicados serão feitas directamente no texto, não sendo numeradas. As referências deverão ser escritas e normalizadas de acordo com as abreviaturas do Index Medicus (utilizadas pela Pubmed/Medline).

Revistas: Lista de todos os autores, se não ultrapassar os seis, ou dos seis primeiros autores seguida de et al, título do artigo e identificação da revista (nome, ano, volume e páginas). Exemplo: Fagot Campagna A, Pettitt DJ, Engelgau MM, Burrows NR, Geiss LS,Valdez R, et al. Type 2 diabetes among North American children and adolescents: an epidemiologic review and a public health perspective. J Pediatr. 2000; 136: 664-72.

Livros: Nome do(s) autor(es) ou editor(es) (seguido de, “editor” no caso dos editores), título, nº da edição, cidade e nome da editora, ano de publicação. Exemplo: Ganz M, editor. Prevention of Type 2 Diabetes. First edition. Chichester: John Wiley & Sons Ltd; 2005.

Artigos ou capítulos em livro: Nome(s) e iniciais do(s) autor(es) do artigo (ou capítulo); título ou número do artigo ou capítulo, nomes e iniciais dos editores, título do livro, cidade e nome da casa editora, número de edição, ano de publicação, primeira e última páginas do artigo. Exemplo: Zimmet P, Cameron A, Shaw J. The Diabetics Epidemic: Genes and Environment Clashing. In: Ganz M, editor. Prevention of Type 2 Diabetes. First edition. Chichester: John Wiley & Sons Ltd; 2005. p. 3-13.

5. Figuras e Quadros

Em princípio, o número máximo de figuras e quadros não deverá ultrapassar: 10, no caso dos artigos originais ou de revisão; 6 no caso dos casos clínicos e artigos de opinião; 4 no caso das cartas ao editor.

As figuras deverão ser enviadas em páginas separadas, numeradas com algarismos árabes, pela sequência da sua citação no texto, e fornecerem a informação suficiente para permitir a sua interpretação sem necessidade de consultar o texto. O seu título e legendas deverão ser colocados na sua parte inferior ou numa página separada (anterior à página da figura). As figuras que sejam fotografias a cores deverão ser enviadas digitalizadas em alta definição (jpeg, tif ou pdf); caso sejam enviadas por correio poderão ser enviadas impressas em papel fotográfico, com qualidade suficiente para serem digitalizadas, e devidamente numeradas.

Os quadros deverão ser enviados em páginas separadas, numerados com algarismos romanos, pela sequência da sua citação no texto. O seu título deverá ser colocado na parte superior e todas as notas informativas (abreviaturas, etc) deverão ser colocadas na parte inferior.

ARTIGOS DE REVISÃO, CASOS CLÍNICOS E ARTIGOS DE OPINIÃO

Os artigos de revisão devem ter a seguinte estrutura: 1. Página do Título; 2. Resumo; 3. Introdução; 4. Texto Principal; 5. Conclusão; 6. Bibliografia; 7. Legendas das figuras; 8. Figuras; 9. Quadros. Devem cumprir as instruções da seção “ARTIGOS ORIGINAIS” que lhes sejam aplicáveis e o seu texto não deverá exceder 16 páginas.

Os casos clínicos devem ter a seguinte estrutura: 1. Página do Título; 2. Resumo; 3. Introdução; 4. Descrição do Caso ou Casos Clínicos; 5. Discussão; 6. Conclusões; 7. Bibliografia; 8. Figuras; 9. Quadros. Devem cumprir as instruções da seção “ARTIGOS ORIGINAIS” que lhes sejam aplicáveis e o seu texto não deverá exceder 8 páginas.

Os artigos de opinião são de estrutura livre e não necessitam de resumo, mas caso versem sobre meios complementares de diagnóstico ou terapêutica deverão ter bibliografia. Não devem exceder 6 páginas.

ADENDA

Todos os artigos submetidos para publicação (artigos originais, artigos de revisão, casos clínicos, cartas ao editor, artigos de opinião) devem conter as seguintes informações ou ser acompanhados dos seguintes documentos:

– Declaração de originalidade e da cedência dos direitos de propriedade;

– Declaração sobre a existência ou não de conflitos de interesses;

  • Os conflitos de interesses incluem apoio financeiro directo de empresas da indústria farmacêutica, biomédica ou de equipamentos biomédicos e outras formas de apoio comercial (sob a forma de bolsas de investigação, pagamento de honorários por trabalhos de consultadoria ou emprego, a tempo total ou parcial, providenciados pela indústria farmacêutica/biomédica/de fabrico de equipamentos) bem como a propriedade de acções de empresas do tipo já referido. Os conflitos de interesses devem ser mencionados em relação a cada autor. Caso não existam conflitos de interesses, tal deverá deverá também ser mencionado em relação a cada autor. Caso os trabalhos tenham sido efectuados com o apoio de uma Bolsa de Investigação atribuída por uma Sociedade Científica (nacional ou internacional), uma Associação de Doentes ou pela Comissão Europeia ou outros organismos da Comunidade Europeia, este facto deverá ser mencionado.

– Declaração sobre ter sido obtido consentimento informado por parte dos doentes incluídos nos estudos clínicos (no caso dos artigos originais);

– Aprovação da Comissão de Ética local;

– Aprovação da Comissão Nacional de Protecção de Dados;

– Informação sobre quem procedeu à análise estatística do estudo.

INSTRUCTIONS TO AUTHORS

“Revista Portuguesa de Diabetes” (Portuguese Diabetes Journal), the peer-reviewed scientific journal of the “Sociedade Portuguesa de Diabetologia” (Portuguese Society of Diabetology), publishes original articles, review articles, clinical cases, letters to the editor and opinion articles on all topics of Diabetology.

The original articles submitted for publication shall be prepared in accordance with the General Instructions, set forth below, and with the principles described in section “IV. Manuscript Preparation and Submission” of the “Recommendations for the Conduct, Reporting, Editing, and Publication of Scholarly Work in Medical Journals (Updated December 2016)” of the “International Committee of Medical Journal Editors” (available at: http://www.icmje.org/recommendations/). Articles accepted for publication will become the property of the Portuguese Society of Diabetology and can’t be reproduced, in whole or in part, without the authorization of the Editor-in-Chief and the Editorial Board of the Journal. Acceptance of originals sent for publication will be made after appreciation (peer-review) by members of the Scientific Council whose opinions will always be communicated to the authors; the authors then shall have a period of six weeks to make any proposed changes. Original articles received that do not conform with the defined instructions will be returned to the authors without being appreciated by the Scientific Council.

GENERAL INSTRUCTIONS

The original articles (original articles, review articles, clinical cases, letters to the editor and opinion articles), must be written in Portuguese or English and sent in electronic format – word (preferably) or pdf files; jpeg, tif or pdf files in the case of  photographs – by e-mail (preferably) or mail, accompanied by a declaration of originality and transfer of ownership rights. In the case of sending by e-mail they should be sent to the address: revista@spd.pt. In the case of sending by mail, they should be sent to the address below:

Revista Portuguesa de Diabetes
Rua do Salitre 149 – 3º Esq
1250-198 Lisboa
PORTUGAL

ORIGINAL ARTICLES

The original articles should be prepared in the following order, starting each item on a separate page: 1. Title; 2. Abstract; 3. Introduction; 4. Material and Methods; 5. Results; 6. Discussion; 7. Conclusion; 8. Bibliography; 9. Legends of the figures; 10. Figures; 11. Tables.

1. Title Page

Must contain:

  1. Title – Must be concise, not contain abbreviations and not exceed 120 characters (without spaces). Can include a subtitle with a maximum of 45 characters (without spaces).
  2. Authors – The identification of the author(s) must be made with the initial(s) of the first name(s) and the surname. Full identification should be made of the Department and Institution where the work was performed.
  3. Conflicts of interest – All conflicts of interest of all the authors or their absence, as the case may be, must be stated.
  4. Sponsorships – All entities that sponsored the work must be mentioned.
  5. Correspondence – The name, address, telephone and e-mail of the author to whom the correspondence should be sent must be stated.

2. Abstract and Key Words

The abstract must not to exceed 200 words in the case of original articles and review articles and 120 words in the case of clinical cases. It should be organized according to the following items: Introduction, Objectives, Material and Methods, Results and Conclusions.  It should not contain abbreviations, references or footnotes.

The keywords should be placed immediately after the abstract and not exceed 8 words.

3. Text

In principle, it should not exceed 16 pages in the original articles and review articles, 8 pages in the clinical cases, 6 pages in the opinion articles and 4 pages in the letters to the editor. Reference should be made to the approval of the Institution’s Ethics Committee were the work was done and to the statistical methods used. All drugs should be referred to by their international common denomination; references to commercial names must be accompanied by the name, city and country of the manufacturer, (in the footer). The abbreviations, which are not advised, must be specified when first used. The parameters used must be expressed in International Units, indicating the normal values. The identification of the figures should be done in Arabic numerals and that of the tables in Roman numerals.

4. Bibliography

Should be referenced in Arabic numerals, in order of appearance in the text. In original or review articles there is no pre-established limit of references. In clinical cases, opinion articles and letters to the editor they should not exceed 20. References to personal communications and unpublished data will be made directly in the text and will not be numbered. The references should be written and normalized according  to the Index Medicus abbreviations (used by Pubmed/Medline).

Journals: List of all authors, if they do not exceed six, or list of the six first authors  followed by et al, article title and journal identification (name, year, volume and pages). Example: Fagot Campagna A, Pettitt DJ, Engelgau MM, Burrows NR, Geiss LS, Valdez R, et al. Type 2 diabetes among North American children and adolescents: an epidemiologic review and a public health perspective. J Pediatr. 2000; 136: 664-72.

Books: Name of the author(s) or editor(s), title, edition number, city and name of the publisher and year of publication. Example: Ganz M, editor. Prevention of Type 2 Diabetes. First edition. Chichester: John Wiley & Sons Ltd; 2005.

Articles in books or book chapters: Name(s) and initials of the author(s) of the article (or chapter); title or article or chapter number, editor(s) name(s) and initials, book title, city and name of the publisher, edition number, year of publication, first and last pages of the article. Example: Zimmet P, Cameron A, Shaw J. The Diabetics Epidemic: Genes and Environment Clashing. In: Ganz M, editor. Prevention of Type 2 Diabetes. First edition. Chichester: John Wiley & Sons Ltd; 2005. p. 3-13.

5. Figures and Tables

In principle, the maximum number of figures and tables should not exceed: 10 in the case of original or revision articles; 6 in the case of clinical cases and opinion articles; 4 in the case of letters to the editor.

The figures should be sent in separate pages, numbered in Arabic numerals, by their citation sequence in the text, and provide sufficient information to allow interpretation without the need to consult the text. Title and captions should be placed on the bottom of the figure or on a separate page. Figures that are photographs (in colours or black and white)  should be  digitized in high definition and sent, separated from the text file, in jpeg, tif or pdf files; if they are sent mail, must be sent printed on photographic paper with sufficient quality to be scanned and properly numbered.

The tables should be sent in separate pages, numbered with Roman numerals, by their citation sequence in the text. The title should be placed at the top of the table and all informational notes (abbreviations, etc) should be placed at the bottom of the table.

REVIEW ARTICLES, CLINICAL CASES AND OPINION ARTICLES

Review articles should have the following structure: 1. Title page; 2. Summary; 3. Introduction; 4. Main Text; 5. Conclusion; 6. Bibliography; 7. Legends of figures; 8. Figures; 9. Tables. They must comply with the instructions of the section “ORIGINAL ARTICLES” and their text should not exceed 16 pages.

Clinical cases should have the following structure: 1. Title Page; 2. Summary; 3. Introduction; 4. Description of the Case or Clinical Cases; 5. Discussion; 6. Conclusions; 7. Bibliography; 8. Figures; 9. Tables. They must comply to the instructions of the section “ORIGINAL ARTICLES” that apply to these sections and their text should not exceed 8 pages.

Opinion articles are free-structured and do not need to have an abstract, but if they are about complementary means of diagnosis or therapy, they must have a bibliography. They should not exceed 6 pages.

ADDENDUM 

All articles submitted for publication (original articles, review articles, clinical cases, letters to the editor, opinion articles) must contain the following information or be accompanied by the following documents:

– Statement of originality and transfer of property rights;

– Statement on the existence or non-existence of conflicts of interest.

  • Conflicts of interest include direct financial support from pharmaceutical, biomedical or biomedical equipment companies and other forms of commercial sponsorship (research fellowships, fee payments for consulting or full or part time employment provided by pharmaceutical/biomedical/biomedical equipment companies) as well as the ownership of shares of companies of the type already referred. Conflicts of interest should be mentioned in relation to each author. If there are no conflicts of interest, that should be also mentioned in relation to each author. If the work has been carried out with the support of a Research Grant awarded by a Scientific Society (Portuguese or International), a Patients Association or the European Commission or other bodies of the European Community that should be stated.

– Statement that informed consent has been obtained from the patients included in the clinical studies (in the case of the original articles);

– Approval of the local Ethics Committee;

– Approval of the National Data Protection Commission;

– Information on who carried out the statistical analysis of the study.

Comece já | Get started now

Contacte-nos e envie-nos o seu artigo | Contact us and send us your article